Minha mãe é uma peça 2

Por Fabiana Lange Brandes

Dona Hermínia está de volta, e dessa vez, ela não está sozinha: suas irmãs resolveram pegar no seu pé acerca de diversos assuntos, como por exemplo, a criação de seus lindos filhos. Sucesso de bilheteria, o filme está sendo aclamado pela crítica, mas há muitos pontos que podem ser melhorados. Nesse filme, eu diria que vemos uma mãe mais equilibrada e mais perto da realidade das nossas próprias mães, porém, as piadas estilo “pastelão” ficaram bastante forçadas em diversos momentos do longa. Mas da mesma forma, o filme arranca risadas do público, já que Paulo Gustavo está sensacional em seu papel, mais uma vez!

Em suma, a história gira em torno dos filhos saindo de casa: Marcelina e Juliano cresceram e resolveram que era hora de voar, mas claro, Hermínia cheia de seu orgulho, não deixará isso ficar barato e dará o ar de toda a graça do filme. O filme mostra bem o que passamos em família: quando os filhos abandonam o ninho e os pais não sabem pra onde correr…. quando nossos parentes queridos adoecem e não há nada que se possa fazer. Aliás, o filme tem várias cenas de drama que ficaram maravilhosas, sem falar da fotografia que está perfeita.

De fato, o filme não é tão bom quanto o primeiro, mas em nada esse segundo filme pode ser desmerecido.