Johnny Depp antes de Jack Sparrow: A carreira do ator antes do pirata

Por Rodrigo Geraldo

Com o lançamento do novo Piratas do Caribe, o astro que vive Jack Sparrow volta a ficar em evidência. Muitas pessoas hoje em dia talvez conheçam o ator Johnny Depp apenas como o pirata da franquia da Disney ou como o cara que atirou o celular em sua ex, Amber Heard. Longe de mim defender os atos dele, que possui diversas histórias excêntricas além desse caso lamentável, desde ir trabalhar bêbado no set de filmagens até correr com um pedaço de pau atrás de paparazzis que tentavam fotografar seus filhos. Este texto não irá focar na vida pessoal do ator, mas sim em apresentar um pouco de sua carreira artística antes da franquia Piratas do Caribe para aqueles que têm a imagem do ator tão vinculada ao personagem Jack Sparrow.

Indo ao cinema assistir O Dia Depois de Amanhã, em 2004, me tornei fã do ator após me deparar com uma sessão lotada e ter que assistir A Janela Secreta. Já havia assistido Piratas do Caribe no cinema no ano anterior e me surpreendi ao descobrir que se tratava do mesmo ator. A partir dali, comecei uma coleção de filmes que contavam com a participação de Depp. Hoje a coleção continua crescendo, embora os últimos filmes não tenham sido bons e a vida pessoal do artista tenha se tornado um tanto conturbada.

Quem não é tão familiarizado com a indústria do cinema e tv pode achar que Johnny Depp tenha alcançado o sucesso mundial apenas com Piratas do Caribe, porém isso ocorreu muito antes. O ator estourou com a série Anjos da Lei (21 Jump Street), em 1987 e estreou mais de 20 filmes antes de Piratas, além de ter sido indicado várias vezes ao Globo de Ouro e outras premiações menores, o astro ganhou uma estrela na calçada da fama ainda em 1999.

Abaixo indico 10 filmes relevantes do ator lançados antes de 2003 que valem a pena serem conferidos.

Edward Mãos de Tesoura (Edward Scissorhands, 1990)

Lançado em 1990, este clássico da sessão tarde apresentava Edward, um estranho ser com visual gótico, que vivia sozinho em um castelo no topo de uma montanha. Seu criador, vivido pelo ilustre Vincent Price, acaba morrendo antes de conseguir criar mãos para Edward, que possui tesouras no lugar. Winona Ryder (novamente nos holofotes hoje por conta de Stranger Things), vive a personagem Peg Boggs, que encontra Edward.

Johnny Depp e Winona Ryder tiveram um relacionamento bem famoso juntos, sempre aparecendo na mídia no início durante os anos 90. Este longa marca a primeira parceria de Depp com o diretor Tim Burton, que voltariam a trabalhar juntos em Ed Wood (1994), A Lenda do Cavaleiro Sem Cabeça (1999), A Fantástica Fábrica de Chocolates (2005), entre outros.

Gilbert Grape – Aprendiz de Sonhador (What’s Eating Gilbert Grape, 1993)

Depois da morte de seu pai, Gilbert (vivido por Johnny) é o responsável pelo sustento da família e por cuidar de seu irmão caçula, que tem problemas mentais. Sua mãe sofre obesidade mórbida e tem depressão.

Este drama garantiu a primeira indicação ao Oscar de Leonardo DiCaprio, por melhor ator coadjuvante, na cerimônia de 1994. Tommy Lee Jones acabou ganhando o prêmio pelo filme O Fugitivo, mas com certeza o destaque trouxe uma atenção positiva ao filme.

Leo já declarou em entrevistas que considerava Johnny Depp como um irmão mais velho mesmo.  Johnny havia recém terminado sua relação com Winona na época e não se dava muito bem com seus colegas de elenco e já declarou que durante a gravação deste filme passava por um período sombrio de sua vida. Além de dizer que torturava Leo nas filmagens, Depp comentou que admira a ética de trabalho de DiCaprio: “Eu diria que a verdade absoluta é que eu respeito muito o Leo. Ele trabalhou duro naquele filme e passou muito tempo pesquisando. Ele chegou ao set e estava pronto para trabalhar arduamente e já tinha tudo organizado”.

Ed Wood (1994)

Essa comédia dramática conta a história real de Edward Davis Jr., considerado por muitos o pior diretor de todos os tempos. O filme foi rodado todo em preto e branco e marca outra parceria entre o diretor Tim Burton e Johnny Depp.

Vencedor de 2 oscars, nas categorias de Melhor Ator Coadjuvante (Martin Landau) e Melhor Maquiagem (Rick Baker), o filme recebeu indicações ao Globo de Ouro (Martin Landau venceu nesta também pelo filme), BAFTA, Festival de Cannes e Saturn Award. Um fato curioso é que o filme custou cerca de R$ 18 milhões, um orçamento superior a todos os filmes do verdadeiro Ed Wood juntos.

Arizona Dream – Um Sonho Americano (Arizona Dream, 1993)

Axel Blackmer (Johnny Depp) é um rapaz apaixonado por peixes que acaba tendo que se mudar para o Arizona para cuidar dos negócios da família, uma revendedora de carros. Seu tio, dono do negócio, é Leo Sweetie (vivido por Jerry Lewis), que planeja se casar com uma mulher mais nova e quer a presença do sobrinho na cerimônia. A viagem acaba se tornando algo bem mais complexo do que simplesmente comprar e vender carros.

O longa ganhou o Urso de Prata no Festival de Berlim de 1993 e marca a primeiro longa em que Johnny Depp e Faye Dunaway atuaram juntos. Eles voltariam a se encontrar em um set de filmagens em Don Juan deMarco (1995).

Donnie Brasco (1997)

Também baseado em fatos reais e ambientado nos anos 70, acompanhamos o policial vivido por Johnny Depp, que usa o nome de Donnie Brasco para infiltrar-se entre mafiosos. Um criminoso mais velho (Al Pacino) o toma sob sua tutela, ensinando-lhe os caminhos do crime. Mas ele coloca sua vida pessoal em xeque, pondo em risco sua missão.

O filme concorreu ao Oscar de melhor roteiro adaptado em 1998 e é dirigido por Mike Newell (Harry Potter e o Cálice de Fogo, Príncipe da Pérsia, Quatro Casamentos e um Funeral, entre outros).

Medo e Delírio (Fear and Lothing in Las Vegas, 1998)

Baseado no livro de Hunter S. Thompson, o longa conta a história baseada em fatos vividos pelo jornalista Thompson (Johnny Depp), que vai até Las Vegas cobrir um evento de corrida de motos. Lá, Thompson e seu advogado, vivido por Benicio Del Toro, utilizam diversas drogas poderosas durante a estadia na cidade.

Este filme marcou a primeira parceria entre o diretor Terry Gilliam e o ator Johnny Depp. Eles vieram a trabalhar juntos novamente em O Mundo Imaginário de Dr. Parnassus (2009). Este filme também marca o primeiro filme com Johnny Depp e Christina Ricci atuando juntos.

A Lenda do Cavaleiro Sem Cabeça (Sleepy Hollow, 1999)

O detetive nova-iorquino Ichabod Crane (Johnny Depp) é chamado no vilarejo de Sleepy Hollow para desvendar uma série de crimes que vem ocorrendo. No decorrer de sua pesquisa, seus métodos são postos à prova quando um ser sobrenatural parece ser o causador de todos os crimes.

Este é o terceiro filme que marca a parceria do diretor Tim Burton com o ator Johnny Depp e o segundo entre Christina Ricci e Johnny Depp (que contracenaram juntos em Medo e Delírio, conforme comentado acima).

Além destas parcerias, este é o primeiro filme de Tim Burton com a lenda Christopher Lee, que trabalhariam juntos novamente em A Fantástica Fábrica de Chocolate (2005), A Noiva-Cadáver (2005) e Alice no País das Maravilhas (2010).

Profissão de Risco (Blow, 2001)

Baseado em fatos reais, este longa conta a história de George Jung (Johnny Depp), que se envolve no tráfico de maconha na Califórnia. Depois de um tempo, George começa a se envolver mais e mais no tráfico de drogas, importando e vendendo cocaína.

Para se preparar para o personagem, o ator conversou com o verdadeiro George Jung, visitando-o na prisão, na época. O filme obteve uma indicação ao MTV Movie Awards 2002 por Melhor Revelação Feminina (Penélope Cruz).

Do Inferno (From Hell, 2001)

Baseado nos assassinatos de Jack, o Estripador, o filme conta a história do inspetor Abberline (Johnny Depp) na busca pelo assassino de Whitechapel.

O filme conta também com Heather Graham, Ian Holm e Robbie Coltrane. O ator que estava cotado para viver o inspetor era Brad Pitt, mas o papel acabou ficando com Johnny Depp.

Era Uma Vez no México (Once Upon a Time In Mexico, 2003)

Continuação de El Mariachi (1992) e de A Balada do Pistoleiro (1995), acompanhamos Mariachi (Antonio Banderas) em sua busca pelo líder de um cartel, que tem elaborado um plano para derrubar o atual Presidente do México. Porém ele precisa também se preocupar com Sands (Johnny Depp), um agente da CIA corrupto que o contratou para realizar o serviço.

Era Uma Vez no México teve suas filmagens concluídas em 2001, mas apenas foi lançado nos cinemas americanos em 2003.

Gostou da lista? Também é fã do ator? Então Não deixe de assistir ao seu último lançamento em nossos cinemas: Piratas do Caribe: A Vingança de Salazar! Confira o trailer abaixo: