FILME A BAILARINA (Um pouco sobre)

Por Franciny Nunes Ribeiro

O que define se uma pessoa é capaz ou não de realizar alguma coisa? Seu talento? Seu intelecto? Ou sua determinação? Parece uma pergunta de fácil reposta, talvez seja mesmo. O que eu quero dizer é que a vontade de uma pessoa de fazer muito alguma coisa pode ultrapassar barreiras inimagináveis, ou seja, sonhos são considerados ilusões, fantasias, ideias quiméricas… Mas também pode ser chamado de esperança, que nada mais é do que aquela fé que temos dentro de nós, ás vezes escondida, ás vezes brilhando como uma estrela…

Sonhos não são feitos apenas para sonhar, foram feitos principalmente para nos dar motivação, ao ponto de amarmos tanto algo, que faríamos “qualquer” coisa a realizá-lo, nos dando uma determinação que nunca pensamos ter, pois um sonho realizado é algo incrível. É como se passássemos um tempo nos preparando, com determinação, amor e fé. E quando finalmente chegasse o dia, pudéssemos aproveitá-lo ao máximo.

Sonhos, todos temos um! Qual é o seu? O da sonhadora Felicie é ser uma grande bailarina.

Quer saber um pouco desta história, sem muitos spoilers é claro.

A história começa em 1869, na encantadora Paris, Felicie a nossa protagonista sonha em ser uma bailarina e dançar no Grand Opera. A Opera de Paris, mas para isto Felicie precisa se passar por outra pessoa, já que é órfã. Ela foi tomada por uma obstinação maior que ela, fingindo ser quem não é, levando-a  a grandes aventuras e confusões.

Mas Felicie não vai embarcar nesta jornada sozinha, Victor seu melhor amigo e aspirante a inventor irá acompanhá-la, e juntos participarão da maior aventura de suas vidas. Duas pessoas, dois sonhos, um caminho…

Ficou curioso para assistir, então fique de olho, pois em breve esta magnífica história estará nos cinemas, veja o Arcoplex Cinemas mais perto de você. E lembre-se abra suas asas e voe…

Assista ao trailer: