Ah… música! Algumas das melhores trilhas do cinema

Por Magda Vaniski

Já prestou atenção na importância da trilha sonora nos filmes? Além de toda a produção, cenário, elenco, é a trilha sonora que dá o toque nas cenas de suspense, drama, romance. Ela te faz entrar no clima, emociona, dá aquela sensação de que algo muito ruim vai acontecer ou de que finalmente aquele beijo vai rolar. Pensando nisso, que tal relembrarmos algumas trilhas sonoras do cinema?

Vamos começar por ninguém mais, ninguém menos que Quentin Tarantino e citar o maravilhoso “Pulp Fiction”. Em 1994, quando a obra prima foi lançada, trouxe com ela “Girl, You’ll Be a Woman Soon”, regravada pela banda Urge Orverkill e destaque para a surf music, “Misirlou”, de Dick Dale. A trilha sonora toda é um alento para os ouvidos. Além dos nomes já citados, temos ainda Kool & The Gang, The Tornados, Al Green, Chuck Berry e outros que fazem com “Pulp Fiction” figure entre as melhores trilhas de todos os tempos.

Alguns anos depois estrearia um filme que revolucionaria toda história dos efeitos especiais do cinema. Em 1999, no auge da música eletrônica, ascendia “Matrix”. Com uma boa mistura de rock, metal e a música eletrônica que a pegada “tecnológica” do filme pedia; “Matrix” veio para a briga armada com Rob Dougan acompanhado de uma orquestra em “Clubbed to death”, Rob Zombie com “Dragula” e fecha o filme com a excelente “Wake up” da Rage Against the Machine. Além destes, outros nomes agregam qualidade a essa trilha, como Marilin Manson, Deftones, Prodigy, e muitos outros.

Voltando para o ano de 1985, quando estreava “Mad Max: Além da Cúpula do Trovão”, não saia das cabeças a voz de Tina Turner com o refrão e título da música que se tornou tema do filme. “We don’t need another hero” foi indicada ao Globo de Ouro de Melhor Canção Original e ao Grammy de Melhor Performance Feminina em 1986.

Seguindo nos anos 80, a trilha sonora de “Top Gun – Asas Indomáveis” alcançaria a 1ª posição nas paradas musicais nos Estados Unidos durante cinco semana consecutivas em 1986. Com nomes como Kenny Loggins, Cheap Trick, Teena Marie, entre outros; essa trilha embalou muito corações apaixonados com a inesquecível “Take my breath away”, interpretada por Berlin, single que ganhou o Oscar de Melhor Canção Original em 1987 e alcançou primeira posição na Billiboard Hot 100, pouco tempo após seu lançamento.

Ainda em 1987, “Dirty Dancing” trazia todo seu swing para as telas do cinema. Com uma história apaixonante, sua trilha sonora não poderia ser diferente. The Ronettes, Eric Carmen e o próprio protagonista, Patrick Swayze, figuram na trilha. Mas a música tema “(I’ve Had) The Time of My Life”, gravada por Bill Medley e Jennifer Warnes, é que se tornou inesquecível. A canção foi indicada e premiada com o Globo de Ouro e Oscar de Melhor Canção Original, além da indicação ao Grammy de Melhor Canção escrita para cinema ou televisão.

Alguns anos à frente, em 2012 “As vantagens de ser invisível” mostrou que não era apenas mais um filme de adolescentes, a começar pela trilha sonora. Fazendo grande apologia a banda The Smiths, o filme traz ainda “Heroes” de David Bowie em uma de suas melhores cenas.

Ainda em 2012, “007 – Operação Skyfall”, rendeu a Adele, com sua magnífica interpretação de “Skyfall”, os prêmios Globo de Ouro, Brit Awards e  Oscar de Melhor Canção Original.

Para encerrar nossos destaques, em 2016 “Como eu era antes de você” trouxe todo o romantismo ao cinema. Com uma trilha sonora linda e nomes de peso do momento, como Ed Sheeran, X Ambassadors, Cloves, entre outros; destaco a música que fecha o filme, interpretada pela banda Imagine Dragons. “Not today” embala as lágrimas dos espectadores, com letra e melodia dignas de aplauso.

É claro que poderíamos destacar muitas outras, pois existem milhares de trilhas maravilhosas para curtimos. Espero que tenham gostado dos nossos destaques. Até a próxima!